Notícias

SECRETÁRIO FRANCISCO TOUCHÉ PARTICIPOU DE SEMINÁRIO SOBRE FAMÍLIA ACOLHEDORA…

O Secretário Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social de São José do Seridó e atual presidente do COEGEMAS/RN, Francisco Touché, participou hoje da abertura do Seminário sobre o Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora para crianças e adolescentes: Experiência e Expectativas, organizado pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, através da CAOP Infância, Juventude e Família.

Na abertura a Exma. Promotora Sandra Pereira, falou da implantação do Programa Abrace Vidas no RN, e da adesão dos municípios, citando o exemplo de Currais Novos, Guamaré e Tibau, como referências. Falou que o MP através deste evento, tenta sensibilizar mais uma vez os municípios para aderirem ao Programa Abrace Vidas.

Em seguida a palavra foi passada ao Presidente do COEGEMAS, Francisco Touché, que parabenizou a CAOP pela iniciativa do Seminário, e que era de interesse sim dos municípios o Programa Abrace Vidas, desde que se dissesse quem financiaria o mesmo, pois segundo Touché, os municípios potiguares tem dificuldades de ter equipes mínimas na proteção básica, e isso, devido a vários fatores, como: Falta de regularidade de repasses pelo Governo Federal, falta de cofinanciamento do Governo Estadual, limite prudencial, queda de FPM, entre outros fatores. O presidente disse que os municípios tem interesse sim, mas, precisam ter o aporte financeiro para poder assumir mais um compromisso, pois a judicialzação é sempre em cima dos municípios, que são sempre penalizados em assumir responsabilidades que não são apenas suas.

Por último a representante da Sethas, a Coordenadora Janine, falou que o estado tem todo interesse em apoiar estas iniciativas, pois ela como atuante na área antes como Técnica, já tinha conversado com Dr. José Dantas, no entanto, o Estado, a Sethas, precisam de prazo, pois tem que ter um diagnóstico, e assim, se colocará de como participará do Programa Abrace Vidas.

O Seminário continuou com apresentações brilhantes de Jane Valente e de Marcy Maria, ambas da cidade de Campinas, com uma vasta experiência quanto ao trabalho com Família Acolhedoras.

Logo após a apresentação, mais uma vez, o Presidente Francisco Touché, e dessa vez, acompanhados pelos Gestores Otávio (Boa Saúde) e Jucilene (Parelhas), voltaram a fazer as mesmas indagações, como resolver os entraves de equipes exclusivas, limite prudencial, recursos, etc, principalmente para municípios de pequeno porte I. Tanto Dra. Sandra a exemplo das palestrantes, sugeriram como saída a regionalização e consórcio, mas, sempre querendo justificar que a equipe mínima deve existir sim, nos municípios.

O Secretário disse que o maior problema hoje da Assistência Social é a ausência de repasses regulares, seja por parte do Governo Federal e por parte do Governo do Estado, este segundo, como lembrado muito bem por Dr. Sasha, Promotor da Comarca de Mossoró, que desde a implantação do SUAS, o RN não teve um Governo se quer que priorizasse esta política, sempre priorizando políticas de governo, e não, a política pública.

Be the First to comment.

Comentar