Notícias

SEMTHAS REALIZOU REUNIÃO DE PLANEJAMENTO SOBRE A SEMANA DE PREVENÇÃO A GRAVIDEZ NA ADOLESCÊNCIA…

Neste dia 16 de janeiro, foi realizada reunião de planejamento da Semana de Prevenção à Gravidez na Adolescência em nosso município, que deverá ocorrer entre os dias 18 e 22 de fevereiro. Estiveram presentes profissionais da saúde, assistência social e Conselho Tutelar. A reunião foi presidida pelo assistente social da SEMTHAS, Francisco Ezequiel, que fez uma explanação sobre o tema, ressaltando a importância de se adotarem abordagens que prezem pelo respeito à liberdade e sexualidade dos jovens, evitando-se tratar o assunto com base em moralismos e julgamentos. Assim, consegue-se obter maiores resultados junto ao público juvenil, afirmou o técnico.

A iniciativa é decorrente de mudanças no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), que traz a novidade da Campanha como forma de disseminação de informações sobre medidas preventivas e educativas sobre a gravidez precoce, com o objetivo de atenuar os índices de gravidezes entre mulheres com idade de 12 a 18 anos. De acordo com a ONU,UNICEF/OMS, a taxa de gravidez na adolescência no Brasil está entre as maiores do mundo (de cada 1000 crianças nascidas, 66,5 são de meninas entre 15 e 19 anos).

Assim, foram discutidas as causas, os riscos e consequências da gravidez na adolescência, tanto no que diz respeito à saúde física, psicológica e emocional, como também com relação aos efeitos indesejáveis da gestação precoce, como o afastamento do lar, o isolamento social e o abandono escolar decorrente. A gravidez na adolescência é ainda responsável pelo aumento de casos de depressão pós-parto, eclampsia, prematuridade no parto e óbitos maternos, bem como tem relação direta com os caos de desnutrição de crianças recém-nascidas.

Por fim, foram discutidos entre os presentes estratégias de abordagens, com destaque para o trabalho com as famílias, sendo este o principal agente de mudanças no comportamento dos adolescentes de forma a prevenir a gravidez precoce. Foram também direcionadas práticas em saúde voltadas à ampliação do uso de métodos contraceptivos e de ações educativas no sentido da desconstrução de ideias em torno da sexualidade e da prevenção à gravidez, e também das doenças sexualmente transmissíveis, considerando que o diálogo entre pais e filhos, ou nas escolas e nos ambientes favoráveis à discussão, são sempre melhor que evitar o assunto.

Ao final, foram montadas ações educativas que serão realizadas durante a Semana do 18 de fevereiro.

Be the First to comment.

Comentar