Notícias

REDE DE PROTEÇÃO REALIZOU AÇÕES DE CONSCIENTIZAÇÃO CONTRA O TRABALHO INFANTIL…

A Secretaria municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social (SEMTHAS), em parceria com Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e o Conselho Tutelar, realizaram ações durante toda esta semana, em virtude do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. 

No último dia 12 de Junho Dia “D” da Campanha, o Secretário da SEMTHAS, Francisco Touché, concedeu entrevista ao repórter Diógenes Vinícius no Jornal 87,9 da Bonita FM. O Secretário falou que este trabalho é diário, feito por uma rede que se preocupa em não ter crianças sendo exploradas no município, explicando que as famílias que fazem parte dos Programas Sociais, também são orientadas, para não colocarem seus filhos em risco.

“Este trabalho de prevenção e conscientização é realizado diariamente, seja nos serviços, programas, ou pelos agentes públicos. As famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família por exemplo, sabem que o benefício existe justamente para elas não colocarem seus filhos em risco, e sim, lhe dá oportunidades, que muitas vezes estes pais e responsáveis, nunca tiveram”, disse Touché que concluiu:

“Existe ainda muito preconceito e ignorância quanto ao tema, quando alguns citam que é melhor trabalhar que estar dando trabalho. Crianças tem que estudar, brincar, fazer artes marciais, participar de projetos como a nossa filarmônica, enfim, nós não podemos querer para os filhos dos outros, o que não queremos para os nossos.”  

Francisco Touché, ainda ressaltou que qualquer tipo de trabalho até 14 anos é Trabalho Infantil, e que a população deve denunciar no CRAS, SEMTHAS, Conselho Tutelar, como também na Sede dos Conselhos Municipais.

Durante toda semana, o assunto foi trabalhado no CRAS e nos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Técnicos da SEMTHAS e do CRAS, acompanhados de Conselheiras Tutelares, deram entrevistas na rádio local.

É o município de São José do Seridó sempre investindo na proteção de suas crianças e adolescentes.

ASSECOM

Be the First to comment.

Comentar