Dia: 2 de junho de 2017

Notícias

NASF PARTICIPA DA 1a SIPAT EM SÃO JOSÉ DO SERIDÓ…

Nessa quinta-feira (01/06) os profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (Nasf) de São José do Seridó, Leonardo Gomes (Profissional de Educação Física) e a Thaís Nóbrega (Psicóloga) estiveram na Facção Santos, dialogando sobre Saúde e Qualidade de Vida e Prevenção do Estresse no Ambiente de Trabalho, dentro da 1ª SIPAT (Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho).

O NASF é uma equipe composta por profissionais de diferentes áreas de conhecimento, que devem atuar de maneira integrada e apoiando os profissionais das Equipes Saúde da Família, das Equipes de Atenção Básica para populações específicas, compartilhando as práticas e saberes em saúde nos territórios sob responsabilidade destas equipes.  Criado com o objetivo de ampliar a abrangência e o escopo das ações da atenção básica, bem como sua resolubilidade, o NASF deve buscar contribuir para a integralidade do cuidado aos usuários do SUS, principalmente por intermédio da ampliação da clínica, auxiliando no aumento da capacidade de análise e de intervenção sobre problemas e necessidades de saúde, tanto em termos clínicos quanto sanitários e ambientais dentro dos territórios.

Já a SIPAT significa Semana Interna de Prevenção de Acidentes. Esse é o nome dado a uma semana de atividades voltadas para prevenção de acidentes de trabalho de trabalho e doenças ocupacionais.

 Assessoria de Imprensa

Be the First to comment. Leia mais
Notícias

PROJETO DO MUSEU COM APOIO DA SEMTHAS, VISA A CONSERVAÇÃO E PRESERVAÇÃO CULTURAL…

O mundo contemporâneo tem roubado muitos valores importantes dos jovens. Hábitos familiares têm sido esquecidos ou deixados de lado, cedendo espaço para atividades muitas vezes não saudáveis, nem enriquecedoras para a vida escolar, profissional e familiar da juventude. Tendo essa questão em foco associada à necessidade de se formar cidadãos participativos do meio em que vivem, o Museu Municipal Tropeiros do Seridó (MUMUTROPS) propôs-se um projeto em parceria com a Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social (SEMTHAS), chamado “Mãos que valorizam a arte, a cultura e a memória” para que, de forma educativa, interativa, participativa e, até mesmo, lúdica, crianças e adolescentes do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) possam registrar um pouco de sua cultura, resgatando histórias familiares guardadas na memória através da restauração e recuperação de peças que fizeram parte da historia da nossa cidade e da nossa região.

Diante desse contexto, o projeto visa principalmente alcançar o público de crianças e adolescente em situação de vulnerabilidade econômica e social. Para tanto, o Museu Municipal Tropeiros do Seridó-MUMUTROPS, em parceria direta com a Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação e Assistência Social (SEMTHAS), Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) do município de São José do Seridó-RN, desenvolverá oficinas mensais de recuperação de peças do acervo do museu como forma de promover e propiciar habilidades e valores dos jovens inseridos.

Estes jovens terão papel importante principalmente quanto à conscientização que a população deve resguardar sua história. Também através do projeto, os jovens terão momentos de lazer, convivência familiar e social, além de oportunidades para apresentarem suas habilidades em eventos culturais do município.

O projeto foi idealizado por José Medeiros Sobrinho de Araújo (Dedé de Badô) e Juliana Andréa Dantas (MUMUTROPS), Giva Vasconcelos e Melquides Medeiros.

OBJETIVOS

GERAL: Estimular as potencialidades, habilidades e talentos bem como propiciar a formação cidadã dos jovens atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos ou em outros programas sociais do município, através do projeto de recuperação e restauração de peças do Museu Municipal Tropeiros do Seridó.

ESPECÍFICOS:

– Assegurar o desenvolvimento de relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo;

– Possibilitar a ampliação do universo artístico e cultural das crianças e adolescentes;

– Estimular a participação na vida pública do território e desenvolver competências para a compreensão crítica da realidade social e do mundo contemporâneo;

– Contribuir para a inserção, reinserção e permanência do jovem no sistema educacional;

-Despertar o interesse e a valorização pela história, economia e cultura da região;

– Desenvolver oficinas mensais de restauração e recuperação de peças do museu.

FONTE: ASSESSORIA DE IMPRENSA

Be the First to comment. Leia mais
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!